terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Pixação e Grafite

vandalismo ou expressão artística e cultural?





by ALMEIDA, C.

8 comentários:

  1. A música hoje - principalmente o Rock and Roll, é "barulhenta", gritada, violenta, composta por palavrões, ofensiva aos ouvidos de muitos,no entanto não deixa de ser arte musical, pois apenas expressa o momento que vivem os artistas que a cria. Assim são as pixações. Outrora foram pinturas de El Greco, hoje são expressões do "hoje" vividos pelos que pixam. E se las fossem postas em telas 60x60 e expostas em renomadas galerias, como seriam vistas? Guernica, de Picasso, deslumbra olhos leigos pela sua rispidez pelas formas cubistas implatadas em seres vivos, mas é uma crítica ao bombardeio feito pelos alemães à cidade homônima e o próprio autor diz que a pintura não está para decorar casas e que na verdade é uma "arma de defesa e ataque contra o inimigo". Assim poderíamos pensar sobre a pixação, que talvez podemos chamar de "urbanismo" pois assim como a vida urbana é caótica e talvez apenas retrate o tipo de vida dos de quem vive neste contexto.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Se tomarmos todos os aspectos desse tipo de expressão, teremos fatalmente de colocá-lo em conflito com a questão do direito de propriedade de todo indivíduo, uma vez que a pixação sempre acontece sobre propriedade particular ou algum patrimônio público (ou seja, um bem de uso comum). Tendo, pois, alguém o direito de não querer, por qualquer motivo, "arte" estampada nesse bem e sendo este assim violado, a expressão certamente tipificará um ato ilícito e, portanto, deturpadora da ordem e da cidadania. À parte isso, a pixação que (pode) acontecer de modo a preservar tais direitos, é pura arte.

    ResponderExcluir
  4. Concordo. Esse é o ponto fraco do meu argumento. Mas por mais que não justifique, motiva: as raras atitudes políticas relativas à importância da arte, principalmente esta, traz aí o "crime". Raros - ou inexistentes, são os que pensam formas de transformar o pensamento artístico dos pixadores. Por exemplo, poderiam criar uma galeria exclusiva para a prática. Ou em meio a cidade locais para tal expressão. Uma exposição com pixações em tela seria uma outra atitude. No entanto não querem transformar, preferem discriminar, para julgar num pacote só as atitudes da juventude vigente.

    ResponderExcluir
  5. Tá ficando legal! Era assim msm q vc tinha pensado o blog?! acho estranho pq nossas reflexões vão ficar só nos comments neh?! Por falar nisso, kd o Bony?.. e a sua postagem hein..?! tô esperando.. rs. Bjo.

    ResponderExcluir
  6. Então só o fato das reflexões ficarem nos comments é que tá fora do que havia planejado, pois as discussões seriam posts. Mas aí você postou a poesia logo após o tema e aí não deu para prosseguir uma discussão porque ficaria estranho, por isso resolvi comentar. ainda não falei a respeito para o bony.

    ResponderExcluir
  7. Kbça, vai dando as coordenadas aih viu..até porque a idéia primordial foi sua..rs

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir